Make your own free website on Tripod.com

IYÁLORIXÁS

Mãe Menininha - Maria Escolástica da Conceição

O carisma de Mãe Menininha
As origens do Terreiro do Gantois vêm do início do século 19, quando escravas libertas fundaram o primeiro Terreiro Nagô do Brasil, o Ilê Axé Airá Intile, no bairro da Barroquinha. O Terreiro do Gantois ou Ilê Iyá Omi Axé Iyamassê foi fundado por Maria Júlia da Conceição Nazaré em 1849. O nome Gantois veio de um francês que era o dono do terreno onde o templo religioso foi construído.
Quando Mãe Maria Júlia morreu, em 1910, os orixás escolheram sua filha, Pulchéria Maria da Conceição para sucessão. Ela faleceu em 1918, deixando o posto para a sobrinha, Maria Escolástica da Conceição Nazareth, que assumiu em 1922. Mais conhecida como a Mãe Menininha do Gantois, ela comandou o terreiro por 64 anos até 1986, quando morreu, com 92 anos. A sucessora foi uma de suas filhas, Cleuza Millet, que regeu o Gantois por quase 10 anos até morrer, em 18 de outubro de 1998.
O Gantois já foi liderado por quatro mães-de-santo. Mas Mãe Menininha foi a mais popular. Conhecida pela sabedoria e gentileza, conquistou espaço na sociedade baiana, difundindo os valores do Candomblé. A ialorixá ganhou o prestígio e respeito de amigos como Jorge Amado, Zélia Gatai, Pierre Verger, Caribé e Nina Rodrigues.